Dia do Gari

DIA DO GARI BLOG
Standard

O Dia do Gari é comemorado no dia 16 de maio, em todo o Brasil. O termo “gari” surgiu em homenagem ao francês Pedro Aleixo Gary, que ficou conhecido por ser o fundador da primeira empresa de coleta de lixo nas ruas do Rio de Janeiro, em 1876. Nesse ano ele assinou um contrato com o Ministério Imperial para organizar o serviço de limpeza da cidade, que incluía a retirada de lixo de casas e praias e o transporte para a Ilha de Sapucaia, atual bairro do Caju. A empresa acabou em 1892 e foi criada a Superintendência de Limpeza Pública e Particular da Cidade. No ano de 1906, teve início a coleta de lixo com equipamentos mecânicos. A categoria dos garis foi instituída em 16 de maio de 1962.

Esta data tem o objetivo de homenagear os profissionais responsáveis em manter as ruas, praças e praias limpas de todo o lixo gerado naturalmente ou por ação do ser humano. No Brasil os garis não recebem o devido respeito e visibilidade que merecem, pois é graças ao seu trabalho que os cidadãos podem viver em uma cidade mais limpa, bonita e saudável. É muito importante cada indivíduo fazer a sua parte e contribuir para a limpeza, não jogando lixo nas ruas, a isso chamamos civilidade!

Os garis na maioria das vezes passam despercebidos por nós, é uma profissão invisível, mas de uma importância ímpar. Quantas vezes passamos por eles sem enxergá-los, sem perceber que ali encontra-se um profissional que trabalha para o bem comum. Então, nesse 16 de maio em especial, não deixe de cumprimentar quem cuida da nossa cidade!

 

Luciana Martino

Dia Nacional da Educação de Surdos

BLOG
Standard

O Dia Nacional de Educação de Surdos é celebrado em 23 de abril.

Este dia, também conhecido como Dia Nacional do Deficiente Auditivo, tem como finalidade sensibilizar as pessoas para a situação das pessoas surdas e da sua linguagem em específico, sublinhando a necessidade de lutar por condições de vida, trabalho e educação mais apropriadas.

As atividades desse dia consistem em fóruns comemorativos, exposições, encontros de adultos e jovens surdos com partilha de experiências, entre outras. As atividades visam a inclusão e a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência auditiva e ainda a afirmação da linguagem gestual.

A história da nossa língua de sinais se mistura com a história dos surdos no Brasil.

Até o século XV os surdos eram mundialmente considerados como ineducáveis.

A partir do século XVI, com mudanças nessa visão acontecendo na Europa, essa ideia foi sendo deixada de lado. Teve início a luta pela educação dos surdos, na qual ficou marcada a atuação de um surdo francês, chamado Eduard Huet.

Em 1857, Huet veio ao Brasil a convite de D. Pedro II para fundar a primeira escola para surdos do país, chamada na época de Imperial Instituto de Surdos Mudos. Com o passar do tempo, o termo “surdo-mudo” saiu de uso por ser incorreto, mas a escola seguiu forte e funciona até hoje, com o nome de Instituto Nacional de Educação de Surdos – o famoso INES que promove fóruns, publicações, seminários, pesquisas e assessorias em todos os estados e no Distrito Federal.

Em sua sede, no Rio de Janeiro, além das aulas para o níveis fundamental e médio, o INES forma profissionais surdos e ouvintes no curso bilíngue de pedagogia, experiência pioneira na América Latina.

A Libras foi criada, então, junto com o INES, a partir de uma mistura entre a Língua Francesa de Sinais e de gestos já utilizados pelos surdos brasileiros. Ela foi ganhando espaço pouco a pouco, mas sofreu uma grande derrota em 1880. Um congresso sobre surdez em Milão proibiu o uso das línguas de sinais no mundo, acreditando que a leitura labial era a melhor forma de comunicação para os surdos. Isso não fez com que eles parassem de se comunicar por sinais, mas atrasou a difusão da língua no país.

Com a persistência do uso e uma crescente busca por legitimidade da língua de sinais, a Libras voltou a ser aceita. A luta pelo reconhecimento da língua, no entanto, não parou. Em 1993 uma nova batalha começou, com um projeto de lei que buscava regulamentar o idioma no país. Quase dez anos depois, em 2002, a Língua Brasileira de Sinais foi finalmente reconhecida como uma língua oficial do Brasil.

  • 2004: Lei que determina o uso de recursos visuais e legendas nas propagandas oficiais do governo;
  • 2008: Instituído o Dia Nacional do Surdo, comemorado em 26 de Setembro, considerado o mês dos surdos;
  • 2010: Foi regulamentada a profissão de Tradutor e Intérprete de Libras;
  • 2015: Publicação da Lei Brasileira de Inclusão (ou Estatuto da Pessoa com Deficiência), que trata da acessibilidade em áreas como educação, saúde, lazer, cultura, trabalho etc.;
  • 2016: Anatel publica resolução com as regras para o atendimento das pessoas com deficiência por parte das empresas de telecomunicações;

A linguagem é essencial para a vida em sociedade e é através dela que partilhamos nossas emoções, ideias e experiências.

Alfabeto em Libras

Alfabeto e Numerais em Libras

A utilização da Libras deve ser cada vez mais incentivada na sociedade e não utilizada apenas nas instituições escolares, pois esta, possibilita o surdo a interagir em sociedade, construir sua identidade, colaborando ainda para a melhoria da qualidade de vida da população surda, além de assegurar os direitos como cidadão e o respeito às diferenças.

 

 

Flávia Avancini

Dia do Hino Nacional

HINO NACIONAL BLOG
Standard

O Dia do Hino Nacional Brasileiro é celebrado em 13 de abril. A escolha dessa data deve-se ao fato de que, na noite do dia 13 de abril de 1831, a música do nosso hino foi tocada pela primeira vez no Teatro São Pedro de Alcântara, na cidade do Rio de Janeiro.

O responsável pela criação da música do hino, isto é, da parte instrumental, foi o maestro Francisco Manuel da Silva (1795-1865), cofundador da Imperial Academia de Música e do Instituto Nacional de Música. A música do hino teria sido composta logo após os acontecimentos que marcaram o dia 7 de abril de 1831. Nesse dia, o então imperador D. Pedro I abdicou do trono a favor de seu filho, D. Pedro de Alcântara – futuro D. Pedro II. Muitos brasileiros, contrários a D. Pedro I, vibraram com a sua abdicação. Francisco Manuel era um deles e compôs o hino para saudar o futuro que viria com o novo imperador, este, sim, nascido no Brasil.

Quando houve a Proclamação da República, em novembro de 1889, os republicanos desejaram a composição de um novo hino para celebrar o novo regime político. Para tanto, foi realizado um concurso. Entretanto, a nova música selecionada não agradou ao então presidente Deodoro da Fonseca, que optou pela permanência da música de Francisco Manuel da Silva. O hino permaneceu por algum tempo sem uma letra, até que, em 1906, um membro do Instituto Nacional de Música, chamado Alberto Nepomuceno, propôs ao presidente da República Afonso Pena uma reforma do Hino Nacional Brasileiro. Essa reforma alteraria alguns elementos da parte instrumental e acrescentaria também uma nova letra.

Tão logo a reforma foi autorizada, um novo concurso foi feito para eleger a nova letra, em 1909. O vencedor do concurso foi o professor e poeta Osório Duque-Estrada (1870-1927). O Hino Nacional Brasileiro se tornou oficial durante as comemorações do centenário da Independência do Brasil, em 1922. No entanto, a letra e música que é conhecida atualmente, só foi oficializada em 1º de setembro de 1971, através da lei nº 5.700.

O Hino Nacional é um dos símbolos da República Federativa do Brasil, e desde 2009 é obrigatório que seja cantado pelo menos uma vez por semana em todas as escolas públicas e particulares do país.

Com toda a crise política que o Brasil tem enfrentado, o Hino Nacional passou a ser símbolo de uma luta contra a corrupção. Um país como o Brasil “gigante pela própria natureza”, merece esse hino, considerado um dos mais belos do mundo.

 

Luciana Martino

O MARAVILHOSO AZUL DA TERRA

AZUL DA TERRA BLOG
Standard

“A Terra é azul”, constatou Yuri Gagarin, o primeiro astronauta que avistou nosso planeta lá de cima.

É azul porque tem 1,5 bilhão de quilômetros cúbicos de água. Nosso planeta tem 70% mais água do que terra firme.

Apenas 2,7% desse 1,5 bilhão de quilômetros cúbicos são de água doce, sendo que dessa pequena porcentagem, grande parte está congelada nas regiões polares. Somente 0,7% estão escondidas no subsolo e mísero 0,007% está na forma de rios e de lagos…

O Sol aquece o solo, os rios e os mares; o vapor sobe, forma as nuvens, daí cai em chuva, alimentando rios, lagos, represas e lençóis subterrâneos. É assim desde que o mundo é mundo, o que nos leva a pensar que água é um recurso natural, abundante e inesgotável.

Engano nosso! A água é esgotável…!

Resíduos domésticos, industriais e agrícolas nas bacias crescendo proporcionalmente ao aumento da população e dos centros rurais e urbanos. Falta de informação gerando desperdício e mau uso dos recursos hídricos. Se nada de substancial for feito, a água será demasiadamente rara.

Cerca de dez milhões de pessoas morrem todo ano por causa do consumo de água contaminada.

Nos países desenvolvidos, ocorre contaminação das águas por resíduos industriais e, principalmente, por nitratos de sódio, cálcio e potássio encontrados nos fertilizantes usados na agricultura.

Nos países menos desenvolvidos, a questão da água doce está relacionada com o escoamento dos esgotos. Cerca de dois e meio bilhões de pessoas no mundo vivem sem saneamento básico.

No Brasil, com exceção da região Norte e parte do Centro-Oeste, onde estão as terras alagadiças do Pantanal, a situação dos recursos hídricos começa a ficar preocupante. Falta água na maioria das bacias do Nordeste, na Grande São Paulo, em regiões de Minas Gerais, Bahia e em algumas áreas do Rio Grande do Sul.

“O Brasil dispõe de 16% da água doce do planeta, mas sua distribuição é muito irregular”.

Para evitar a crise da água, serão necessárias doses de bom senso e muitos investimentos. Teremos de evitar o desperdício, interromper os processos poluidores e criar novas maneiras de captação, controle e distribuição de água.

Em minha opinião, a sociedade como um todo precisa trabalhar em conjunto. A poluição e o desperdício da água é um problema enorme, complexo e tem causas bem diferentes. Portanto, é essencial que envolva o governo, as empresas e, principalmente, as pessoas, de maneira que todos sintam que estão fazendo o certo em busca de um só objetivo.

 “O 8º Fórum Mundial da Água está acontecendo em Brasília”. Representantes do mundo todo estão reunidos e preocupados em analisar e encontrar soluções para o controle e preservação da água.

Paula Gratz

Desigualdade Salarial Homens & Mulheres

DESIGUALDADE SALARIAL BLOG
Standard

desigualdade salarial entre os gêneros é um problema conhecido, antigo e inclusive reconhecido pela ONU (Organização das Nações Unidas).
Toda mulher deve saber deste grande obstáculo para o empoderamento econômico das mulheres e a superação da pobreza e a desigualdade no Brasil e América Latina.

Brasil:
As mulheres ganham menos do que os homens em todos os cargos.
É o que aponta pesquisa salarial que avalia 8 funções, de estagiários a gerentes.

Diferenças Salariais  
Cargo Percentual
Operacional 58,00%
Especialista (graduados) 51,40%
Especialista (técnicos) 47,30%
Coordenação-Gerência-Diretoria 46,70%
Supervisor-Encarregado 28,10%
Analista 20,40%
Trainee e Estagiário 16,40%
Assistente e Auxiliar 9,00%

*Fonte Catho 2017

  **A maior diferença é no cargo de consultor, no qual os homens ganham 62,5% a mais do que as mulheres.

Essa disparidade entre os gêneros também pode ser observada na análise da renda da população.

Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a renda média nacional do brasileiro é de R$ 2.043, mas os homens continuam recebendo mais. Enquanto eles ganham, em média, R$ 2.251, elas recebem R$ 1.762 (diferença de R$ 489).

Nas últimas décadas, mulheres avançaram e passaram a ocupar cargos que eram apenas destinado aos homens. Mas outras áreas fizeram pouco progresso e continuam com um grande abismo entre funcionários do sexo masculino e do sexo feminino, como a construção civil e o desenvolvimento de sistemas. Essa segregação ocupacional em que mulheres estão mais presentes em certas profissões, enquanto homens estão mais atuantes em outras é uma das razões para a existência da desigualdade salarial.

Mulheres também perdem espaço por que muitas empresas acreditam que ela terá menos tempo para se dedicar ao trabalho, já que ainda cuidar da família é visto como função da mulher, mais do que do homem. Empregadores consideram que o homem estará mais disponível para se dedicar ao trabalho.

Ter filhos e a possibilidade da gravidez infelizmente é um grande obstáculo que aumenta a desigualdade salarial entre os gêneros.
A chamada “penalidade da maternidade” empurra muitas mães para a economia informal e para atividades em tempo parcial.

Se você é mulher e está no mercado de trabalho siga e divulgue algumas dicas:

1 – Não abandone os estudos- Cuide da sua educação;Imagem 1 do texto
2 – Planeje seus filhos;
3 – Divida as tarefas de casa com o seu parceiro;
4 – Concilie maternidade com trabalho/empreendedorismo;
5 – Pesquise, acompanhe e renegocie o seu salário quando necessário;
6 – Dê oportunidades para outras mulheres.

Se você já tem seu próprio negócio, dê oportunidades para outras mulheres sempre que possível.

Uma das belezas de empreender é poder fazer a diferença no mundo e investir no que você acredita.

Na semana do Dia Internacional da Mulher EMPREENDER é o verbo que toda mulher que deseja ser bem-sucedida deve conjugar.

Seja como funcionária de carreira, profissional liberal, freelancer ou empresária, a mulher quer mais do que trabalhar: ela deseja ter a liberdade de conquistar o seu espaço. Não o lugar onde dizem que ela deve estar, mas aquele em que ela escolheu estar com o reconhecimento e valorização justa.

Imagem 2 do textoFeliz Dia Internacional da Mulher!!!

 

Flávia Avancini

Nossos destaques 2017

DESTAQUES 2017 BLOG
Standard

Manter os colaboradores motivados e uma maneira eficaz de garantir o sucesso de uma empresa. Quando isso ocorre, a produtividade aumenta, o relacionamento interpessoal torna-se presente e o trabalho dos profissionais é aprimorado.

A premiação daqueles que se destacaram no ciclo é utilizado por inúmeras empresas para garantir o entusiasmo e o crescimento profissional de seus colaboradores celebrando através de critérios e valores bem definidos o reconhecimento por parte da organização e também demais colaboradores quanto ao comprometimento do colaborador em questão.

Os Colaboradores Destaques de 2017 foram os nossos colegas:

  • José Thiago Alves Brito Dantas (Administração de pessoal) – 1º Semestre 2017
  • André Luís Conceição Gomes(Contabilidade) – 2º Semestre 2017

A dedicação e o comprometimento são características que definem ambos que embora tenham personalidades bem distintas contribuem e agregam de forma significativa e diferenciada para o nosso time.

Fizemos uma “bate bola” com ambos que compartilharam seus sentimentos sobre a premiação, sobre sua carreira e planos para o futuro.


 

José Thiago Alves Brito Dantas 

IMG-20180223-WA0009

Como foi a sua trajetória na Proativa?

Essa e uma história engraçada, tinha uma sociedade com meu pai, e após quase 10 anos em 2012 decidi seguir um novo caminho, o Jorge que na época trabalhava na proativa levou meu CV e fez a minha indicação.

O que te agrada mais na sua área?

Acho que o fato de ter o contato com as pessoas, poder ter a chance de escutar várias histórias de vidas, muitos desabafos, ter a oportunidade de acompanhar o colaborador do início ao fim.

Quais são seus planos profissionais para o futuro?

Acredito que tudo que fazemos e obra e desígnio de deus, tudo tem sua hora e momento certo, hoje penso em curto prazo por tudo que tem acontecido e sou extremamente grato, penso em crescer, desejo crescer, mais aprendi a ser calmo e esperar minha hora.

O que você pensou no momento em que você foi anunciado Colaborador Destaque do Primeiro/Segundo Semestre de 2017? Em quem você pensou?

Olha passou um filme, de tudo que já passei, tudo que aprendi desde o primeiro dia.

Você se acha merecedor desse prêmio? Por qual motivo?

Sinceramente não rsrsrsrsrs, acho que esse prêmio e da equipe inteira, agradeço muito ao Robisom que teve e anda tem muita paciência, em me ajudar, em me ensinar muita coisa que sei hoje. Agradeço a Bianca, Suzana, Dimas, Andreza, Amanda, Karina, Ronilde, Chrystoffer, por que sem eles, tenho certeza que não faria 1% do que faço.

Que mensagem ou incentivo este prêmio lhe trouxe?

Como dizia meu avô, que sempre foi um espelho para mim “a persistência é o caminho para o êxito” isso levo todo dia comigo.

Colaborador de destaque é aquele que…

Aquele que veste a camisa! Rsrsrsr, aquele que é querido por todos, correto, que se coloca no lugar do colaborador, e está sempre disposto ajudar.


 

André Luís Conceição Gomes

Como foi a sua trajetória na Proativa?

Em 2007 recebi o convite do Carlos, para fazer parte da Equipe Proativa, desde lá trabalho na área contábil e acabei me desenvolvendo também habilidades na Administrativa e financeira onde me identifiquei e posso dizer que gosto muito de atuar nessas áreas. E espero continuar crescendo e me desenvolvendo ainda mais.

O que te agrada mais na sua área?

Gerir e analisar os dados, e assim fornecer informações para tomada de decisão.

Quais são seus planos profissionais para o futuro?

Continuar me desenvolvendo, aproveitar sempre as oportunidades que a vida nos oferece.

O que você pensou no momento em que você foi anunciado Colaborador Destaque do Primeiro/Segundo Semestre de 2017? Em quem você pensou?

Passa um filme na cabeça, gera uma sensação de dever cumprido, e saber que valeu a pena o meu esforço e o reconhecimento é algo muito bom.

 Você se acha merecedor desse prêmio? Por qual motivo?

Merecedor? Não sei se posso afirmar que sim, mas posso garantir que me esforcei muito para exercer bem o meu trabalho e acredito que esse foi o motivo de ser escolhido.

Que mensagem ou incentivo este prêmio lhe trouxe?

Que valeu a pena o esforço feito até aqui, e que muitas conquistar estão por vir.

Colaborador de destaque é aquele que… oferece o seu melhor para aumentar, potencializar o resultado da empresa onde trabalha.

Parabéns Thiago e André, vocês foram merecedores desse reconhecimento!

 

 

Flávia Avancini

Dia do Farmacêutico

FARMACEUTICO BLOG
Standard

Dia do Farmacêutico é comemorado em 20 de janeiro no Brasil.

A ideia para criar uma data que celebrasse os profissionais de Farmácia começou com o farmacêutico Oto Serpa Grandado, que em 7 de janeiro de 1941, durante uma reunião da Associação Brasileira de Farmacêuticos, questionou os colegas o motivo pelo qual não existia um dia especial para comemorar a profissão, já que todas as outras profissões tinham uma data comemorativa.

Porém, apenas em 23 de janeiro de 2007, através da Resolução nº 460, de 23 de março de 2007, o Conselho Federal de Farmácia reconheceu o Dia do Farmacêutico.
A escolha da data decorre do fato de que no dia 20 de janeiro é comemorado o aniversário da Associação Brasileira de Farmácia, o qual surgiu em 1916.

A profissão

A profissão de farmacêutico é regulamentada no Brasil. Além de possuir diploma de bacharel em Farmácia, o profissional que deseja seguir esta carreira deve obter um registro no Conselho Regional de Farmácia (CRF) de seu estado.

O farmacêutico é capaz de produzir medicamentos e cosméticos em qualquer escala. Pode trabalhar em farmácias e drogarias como o responsável técnico ou atuar na fiscalização sanitária.

  • Preparar medicamentos personalizados.
  • Identificar as reações que determinadas substâncias exercem em nosso organismo.
  • Formular cosméticos e produtos de higiene.
  • Analisar a composição e controlar a qualidade de alimentos industrializados.
  • Examinar e testar novos componentes e princípios ativos.

Os farmacêuticos brasileiros, hoje, atuam em 74 diferentes campos de atividade, todas elas regulamentadas pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), por meio de resolução. As atividades vão da umbilical Farmácia Magistral (manipulação alopática e homeopática) à engenharia genética; da assistência farmacêutica (com foco não só no medicamento, mas no paciente) ao armazenamento de células-tronco colhidas de cordão umbilical com fins terapêuticos; das análises clínicas à citopatologia; da Rádiofarmácia à produção e controle de qualidade de medicamentos, entre outras.

É previsto em lei que farmácias e drogarias devem ter farmacêuticos em seu quadro de funcionários. Além destes estabelecimentos, o profissional formado em Farmácia encontra oportunidades de emprego em:

  • Hospitais públicos e privados
  • Indústrias de medicamentos, cosméticos ou alimentos
  • Laboratórios de análises clínicas
  • Institutos de pesquisa
  • Vigilância Sanitária
  • Saúde Pública

Profissionais formados em Farmácia encontram um mercado de trabalho bastante aquecido e alta empregabilidade. Dados do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) revelam que 94,3% dos farmacêuticos do país estão empregados.

Sobre o curso superior em Farmácia

A graduação em Farmácia é oferecida na habilitação de bacharelado e possui duração média de 5 anos.
Durante a faculdade o estudante aprende conceitos gerais de Química, Biologia e Ciências da Saúde. A estrutura curricular do curso conta com disciplinas como:

  • Controle de Qualidade de Medicamentos;
  • Tecnologia de Alimentos;
  • Assistência Farmacêutica;
  • Cosmetologia, entre outras.

 

Flávia Avancini

Ano Novo e 365 Novas Oportunidades

ANO NOVO BLOG
Standard

Sei que todos os anos falamos que o tempo passou muito rápido, mas 2017 em especial voou. Os meses se sucederam com uma velocidade assustadora e logo 2018 apontou com novas esperanças e expectativas.

Cada ano que finda gera reflexões. Recordamos as vitórias, realizações e frustrações. Planos não realizados que naturalmente são passados para o ano seguinte, decepções que procuramos apagar alegando que 2018 será melhor. Alegrias que ficarão marcadas em 2017 e que caracterização esse ano como especial por algum motivo.

Cabe a cada um de nós analisar 2017, deixar para trás o que não foi bom, fechar esse ciclo e renovar suas energias para o novo. Os anos terminam porque o ser humano precisa se organizar psicologicamente, precisa entender que ciclos se fecham e que o Ano Novo se abre com novos sonhos, novas possibilidades e novas promessas.

Nós da Proativa desejamos que em 2018 haja muitos encontros e poucas despedidas, muitos momentos para sorrir, que o choro seja de alegria e que o amor reine absoluto! Um 2018 esplêndido para cada um de vocês!

Luciana  Martino

 

Antes da lista de pedidos para o novo ano que possamos agradecer por todos aprendizados, amizades, superações, conquistas, sorrisos e até as lágrimas que 2017 proporcionou. Certamente ele nos permitiu evoluir…ser melhor.

Com esta sensação de GRATIDÃO receber 2018 de braços e coração aberto.

Que a celebração seja a sua maneira, você pode cantar, dançar ou pular, mas busque atrair sensações e energias positivas para que o ano seja extraordinário.

Vamos fazer desta virada de ano um RECOMEÇO de tudo que é bom.

“Vamos criar uma nova regra de vida… sempre ser um pouco mais gentil que o necessário.” – Citação do Livro Extraordinário- R. J. Palácio

Um renovar de sentimentos positivos, e um renascer de antigos desejos.
Que não falte  coragem para assumir e enfrentar as dificuldades com muitas doses de esperança para não desistir ou desanimar dos  sonhos.

A felicidade é uma escolha e que a nossa escolha sempre seja SER FELIZ em todas as formas e idiomas.

Feliz Ano Novo!
Felice anno nuovo!
Glückliches Neues Jahr!
Nytar!
Feliz Año Nuevo!
Feliĉigan Novan Jaron!
Heureuse Nouvelle Année!
Shaná Tová!
Happy New Year!
明けましておめでとうございます

Flávia Avancini

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS

direitos-humanos-blog
Standard

“Considerando que os povos das Nações Unidas reafirmaram, na Carta da ONU, sua fé nos direitos humanos fundamentais, na dignidade e no valor do ser humano e na igualdade de direitos entre homens e mulheres, e que decidiram promover o progresso social e melhores condições de vida em uma liberdade mais ampla,… a Assembleia Geral proclama a presente Declaração Universal dos Diretos Humanos como o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações…”.

Os direitos humanos são uma importante ferramenta de proteção a qualquer cidadão no mundo. Ainda assim, existem diversos casos de desrespeito a esses direitos, colocando pessoas em situações de abuso, intolerância, discriminação e opressão.

A promoção dos direitos humanos é imprescindível para o pleno exercício de qualquer democracia.

Os direitos humanos são direitos inerentes a todos os seres humanos, independentemente de raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição.

Os direitos humanos incluem o direito à vida e à liberdade, à liberdade de opinião e de expressão, o direito ao trabalho e à educação, entre muitos outros. Todos merecem estes direitos, sem discriminação.

O Direito Internacional dos Direitos Humanos estabelece as obrigações dos governos de agirem de determinadas maneiras ou de se absterem de certos atos, a fim de promover e proteger os direitos humanos e as liberdades de grupos ou indivíduos.

Desde o estabelecimento das Nações Unidas, em 1945 – em meio ao forte lembrete sobre os horrores da Segunda Guerra Mundial –, um de seus objetivos fundamentais tem sido promover e encorajar o respeito aos direitos humanos para todos, conforme estipulado na Carta das Nações Unidas:

Características mais importantes dos direitos humanos são:

  • Os direitos humanos são fundados sobre o respeito pela dignidade e o valor de cada pessoa;
  • Os direitos humanos são universais, o que quer dizer que são aplicados de forma igual e sem discriminação a todas as pessoas;
  • Os direitos humanos são inalienáveis, e ninguém pode ser privado de seus direitos humanos; eles podem ser limitados em situações específicas. Por exemplo, o direito à liberdade pode ser restringido se uma pessoa é considerada culpada de um crime diante de um tribunal e com o devido processo legal;
  • Os direitos humanos são indivisíveis, inter-relacionados e interdependentes, já que é insuficiente respeitar alguns direitos humanos e outros não. Na prática, a violação de um direito vai afetar o respeito por muitos outros;
  • Todos os direitos humanos devem, portanto, ser vistos como de igual importância, sendo igualmente essencial respeitar a dignidade e o valor de cada pessoa.

O valor de tais instrumentos está no reconhecimento e na aceitação por um grande número de países e apesar de não ter nenhuma consequência legal, têm uma força moral forte e inegável na prática dos governos bem como, em relação a sua conduta nas relações internacionais.

 

Paula Gratz