Existe vida profissional depois dos 50 anos?

OLDER-MAN-WORKING-AT-DESK
Standard

Sim, existe! Se era essa a resposta que você queria ouvir, temos o prazer de te dizer que o mercado de trabalho, mesmo que timidamente, reconhece hoje o valor da experiência.
É sabido que atualmente, uma pessoa de 50 anos, possui uma vida ativa em todos os sentidos. Não imaginamos mais uma pessoa idosa, prestes a se aposentar, mas sim alguém produtivo, inserido no contexto social, cultural e claro, dotado de um charme único.
É esse profissional que interessa para as empresas. Essas pessoas entram nas organizações munidas de uma bagagem intensa de experiências, conhecimentos e acontecimentos. São histórias vividas que trazem soluções mais rápidas e eficazes.
Entretanto, é preciso ressaltar que existem dois tipos de profissionais com mais de 50 anos. Os que tiveram uma carreira ascendente e que serão aproveitados em cargos de gestão e os que não tiveram essa oportunidade e podem investir, por exemplo, na área comercial.

Steve Jobs foi presidente da Apple até os 56 anos.

Steve Jobs foi presidente da Apple até os 56 anos.

Para os dois casos, ficam aqui dicas importantes:
1. Jamais deixe de se atualizar. Esteja sempre a par dos acontecimentos, sejam eles políticos, culturais ou históricos;
2. Reveja seus conceitos, crenças e valores. Quebre paradigmas! O mundo mudou, evoluiu e você precisa se adaptar a ele;
3. Acompanhe o desenvolvimento frenético da tecnologia;
4. Atualize seus conhecimentos técnicos, seja através de cursos de longa, média ou curta duração;
5. Procure interagir com os mais jovens dentro da organização;
6. Exercite-se, isto certamente lhe dará mais energia;
7. Esteja seguro da sua capacidade e potencial;
8. E acima de tudo, tenha em mente que você sempre terá o que aprender.

Boa sorte em seus desafios!

Luciana Martino

Valores da Proativa RH: Inovação

Kay Kim
Standard

Buscamos a sustentabilidade de nosso negócio, para tanto, investimos em soluções inovadoras e renovação estruturada de nossas competências.

A inovação nasce do conhecimento das pessoas e tem a capacidade de agregar valor aos produtos ou serviços, diferenciando-os, ainda que momentaneamente, num mercado cada vez mais competitivo.
A melhoria de processo não será inovação se não gerar uma vantagem ou diferencial competitivo. Considerando que inovações são capazes de gerar vantagens, inovar torna-se essencial para a sustentabilidade das empresas nos mercados do futuro.

P. Gratz