Nossa mensagem para 2015

_www.GdeFon.ru_
Standard

O ano de 2014 se encerra repleto de fatos controversos, de escândalos políticos, de decepção no futebol, de perdas de pessoas significativas e de oscilação no mercado de trabalho. É, talvez não tenha sido um bom ano!
Com a chegada de 2015, renovam-se as esperanças! Esperança de um novo emprego, de crescimento dentro da empresa, de iniciar uma pós graduação, de fazer um intercâmbio. Você já pode perceber que o foco desse texto será o campo profissional. Para os seus desejos e planos pessoais, o céu é o limite!
Com os holofotes voltados para a sua carreira, vamos então refletir sobre seus objetivos:
• Se for arrumar um novo emprego: foco total desde o primeiro dia útil do ano, nada de pensar que no Brasil o mercado de trabalho esquenta só depois do carnaval. Boas oportunidades surgem a qualquer momento. Ative seu networking, seja pessoalmente ou através das redes sociais; faça uma lista de boas consultorias e cadastre seu CV em cada uma delas; defina as empresas onde você gostaria de trabalhar e encaminhe seu CV. Seja persistente e atualizado com as notícias do mercado, boas informações valem ouro para quem quer chegar na frente. Boa sorte!
• Se você quer crescer dentro da empresa atual: tenha em mente onde quer chegar e se a empresa realmente oferece essa oportunidade; faça uma análise dos seus pontos fortes e de suas fraquezas; deixe evidente suas fortaleças, sem parecer arrogante; busque otimizar suas fraquezas através de cursos específicos, conversas, conselhos e até uma terapia que certamente irá ajudá-lo a se conhecer melhor.
• Se você quer fazer uma pós graduação/mestrado: o mercado oferece inúmeras possibilidades. Escolha o curso que mais direcione sua carreira e que seja realmente complementar; pesquise as universidades, entre nos sites, leia as avaliações postadas, enfim avalie se está fazendo a melhor escolha. Depois disso, dedique-se 100% ao curso, faça com que realmente valha seu investimento.
• Se você quiser fazer um intercâmbio: saiba escolher o melhor momento para isso, tenha em mente seu real objetivo. Além de verificar o curso, o tempo de permanência e todos os trâmites legais, identifique o país que mais tenha a ver com as suas crenças, valores e personalidade. Isso certamente lhe possibilitará uma grande história de vida!
Qualquer que seja seu objetivo profissional, nós da Proativa desejamos que você “brilhe” e seja um grande destaque no ano que se inicia. Que 2015 venha repleto de esperanças, com energia renovada e grandes realizações e que quando chegar, nos encontre de “braços abertos” para recebê-lo com confiança e otimismo.

2015, seja muito bem-vindo!

Fim de ano, festas corporativas, amigo secreto e suas gafes

David Sifry
Standard

Chega o mês de dezembro, época de agenda lotada, cheio de casamentos, formaturas, reuniões de família e outras confraternizações. Como se não bastasse, o meio profissional também nos prestigia com as festas corporativas de fim de ano, que costumam trazer consigo o amigo secreto. Você pode anotar em seu calendário que este mês é o mais “social” de todos os doze que compõem o ano. É o mês que, pela consciência coletiva, traz melhores condições para o networking, onde a mesa de pessoas-chave se enche de presentes e cartões, e que dá abertura para você ampliar a sua rede de contatos. Ou seja: um prato cheio para se cometer gafes.
As confraternizações de fim de ano são feitas de forma variada, conforme a cara da empresa e de seus colaboradores. As bebidas alcoólicas, o clima descontraído e a boca livre junto às pessoas com as quais convivemos, parecem dar espaço para que possamos transbordar a nossa personalidade. Podemos, sim, mostrar que estamos contentes com aquele momento. Muitos artigos descrevem estes eventos como uma oportunidade dos gestores buscarem motivos para declinar uma promoção em vista ou até mesmo fazer uma demissão. Não é! É um momento de comemorar as conquistas junto a empresa! E a única pessoa que pode transformar isso numa armadilha é o próprio profissional. Por isso, não seja um robô neste momento, preocupar-se demais em ser comportado pode fazer com que as pessoas pensem que você não está gostando da festa. Então, seja você mesmo, interaja, dance, coma, beba. Mas, lembre-se da máxima “tudo em excesso faz mal”. Tudo.
O amigo secreto é outro capítulo à parte, pois, dependendo do tamanho da equipe em que o sorteio será feito, os participantes se veem obrigados a ultrapassar as fronteiras de seu círculo social. A situação piora se existem conflitos neste meio. E o buraco é mais embaixo quando o gestor toma a brincadeira como uma solução para estes impasses, querendo que todos participem. Isso deve vir da vontade do colaborador, presentear envolve sentimento e não deve ser algo forçado. É claro que participar destas ações fortalece a ligação entre os profissionais, cria oportunidades, faz com que você seja lembrado de forma positiva pelo grupo. Ao passo que não participar vai gerar impressões contrárias.
A escolha do presente é outro desafio. Os sites que promovem sorteios eletrônicos trazem funções como mensagens anônimas e sugestões de presentes, isso pode facilitar, caso a pessoa seja bem específica quanto ao que ela quer. Se não, meu caro, você vai ter que se virar. Do nível mais fácil ao mais difícil, a dica é surpreender, trazer algo a mais, diferente, para o presente. Tome cuidado ao fazer brincadeiras com seu amigo. Certifique-se que ele dá abertura para o tipo de pegadinha que você irá fazer e se ele não ficará magoado com isso. Não se devem banir as brincadeiras. O amigo secreto é um momento de descontração. A neurologia diz que o riso é a melhor forma de se quebrar barreiras entre pessoas. Exceda as expectativas, não os limites. Regra geral, de forma clara e pausada para podermos gravar: Tudo. Em. Excesso. Faz. Mal.
No mais, é dezembro! Tantos compromissos, tantas regras, tantas preocupações… levando em mente a nossa regra de ouro, aproveite! Comemore as conquistas do ano que passou, reflita suas falhas e planeje-se para o ano que vem! Se você cometer uma gafe, peça perdão, justifique-se brevemente, veja se pode fazer algo que possa compensar o erro e ria! Leve apenas sorrisos para o ano novo e deixe tudo de negativo para trás.

Reinaldo Araújo

Seja você mesmo!

Imagem694i
Standard

Em meio a um mercado de trabalho instável, os profissionais que buscam uma nova oportunidade, na condição de desempregados ou mesmo empregados, na maioria dos casos, estão ansiosos e confusos em relação ao perfil que as empresas estão procurando. Daí o que fazer? Buscam informações com os amigos, nas redes sociais e matérias a respeito na internet. As informações normalmente, são desencontradas e, pior, desenha-se um perfil perfeito, quase um semideus! Alguns candidatos avaliam-se e concluem: “para que eu possa participar de processos de seleção, preciso maquiar meu histórico e meu perfil. É aí que acontece a sequencia de equívocos: uma discreta maquiagem no currículo; um pouco mais de maquiagem nas entrevistas e por final, esconder todos meus defeitos da mesma forma nas dinâmicas de grupo! Consultores de RH que atuam no Recrutamento e Seleção deparam-se com currículos maravilhosos e qual não é a surpresa na entrevista; As datas de admissão e demissão do histórico profissional não conferem com os registros da carteira profissional, não existem certificados de conclusão de cursos, o conhecimento do idioma não é fluente e por aí vai… Durante a entrevista fica claro para os selecionadores experientes, quando as respostas dos candidatos foram pré-elaboradas com o objetivo de construir uma imagem profissional ideal, porém irreal. E o mais desastroso dos enganos é comportar-se na dinâmica de grupo como se estivesse interpretando um personagem que ao invés de envolver-se de forma legítima com a atividade proposta, preocupa-se em mostrar-se interessado, falante, muitas vezes atrapalhando o desempenho do grupo. Portanto, busque acima de tudo a autenticidade. Saiba que pessoas perfeitas não existem, e se existissem o mundo certamente seria um lugar “sem graça”. Todos nós temos pontos fracos a serem desenvolvidos, cabem a nós e às empresas investirem no desenvolvimento do nosso potencial.

As dicas são:

  • Apresente seu currículo com informações verdadeiras;
  • Responda às perguntas do entrevistador com a segurança que só os autênticos possuem;
  • Participe das dinâmicas de grupo com real interesse e colaboração com os objetivos do grupo.
  • Seja você mesmo, sempre!

P. Gratz