William, Proativo de Destaque

1
Standard

Em dezembro, durante a nossa confraternização de fim de ano, o William Roberto do Financeiro, recebeu o prêmio de Colaborador Destaque do Segundo Semestre de 2016.
Junto conosco há oito anos e meio, seu comprometimento e sua personalidade agradável é ressaltada por seus colegas. Paulo, do T.I., colega de sala há seis meses, percebeu isso com facilidade “Ele é muito responsável com o trabalho dele mas, não perde o humor e acaba fazendo o pessoal da sala dar risada com algumas coisas que ele fala”. Outras qualidades são apontadas pelos colegas “Um excelente colaborador, educado, focado e muito prestativo. É um verdadeiro Proativo, muito comprometido com suas atividades e com a empresa”, afirma Wagner, coordenador de Tecnologia da Informação.
André, seu colega de equipe há aproximadamente cinco anos, elogia sua personalidade e profissionalismo “Ele é uma pessoa tranquila e de fácil convívio, com opinião forte e determinado. Ao longo desses anos desenvolvemos uma boa amizade dentro e fora da empresa o que ajuda e muito no convívio diário.” Ele ainda disse que a comunicação e o respeito são a base para um clima harmonioso e agradável dentro do departamento, e o William se empenha para manter assim o ambiente.
Pouco mais de um mês se passou desde o dia da premiação, mas a alegria pelo merecido reconhecimento tomou conta da nossa conversa como se tivesse acontecido no dia anterior. No nosso bate-papo, ele contou sobre sua história aqui na Proativa, falamos da surpresa no momento do anúncio e seus planos para o futuro.

Reinaldo: Foi a primeira empresa que você entrou na área financeira? Como foi a sua trajetória?
William: Sim, a Proativa foi a primeira empresa que atuei na área financeira. Minha trajetória iniciou praticamente aqui. Pois trabalhei antes como office boy durante três anos, foi o meu primeiro emprego. Entrei na Proativa em 2008, inicialmente no Departamento Pessoal como Assistente Administrativo Comercial (motorista), com menos de um ano recebi o convite do Carlos e tive o feedback positivo do Robisom, meu coordenador na época. Tive a oportunidade de entrar para o financeiro e aceitei com muito medo, mas aceitei e garanti a ele que se me desse a oportunidade iria me dedicar e me empenhar para que pudesse retribuir a confiança dada, mesmo sem ter nenhuma experiência.
R.: O que te inspirou e incentivou a entrar para essa área?
W.: Na realidade não tive nenhuma inspiração, pois a Proativa foi meu segundo emprego e eu não tinha em mente qual área iria seguir ou atuar. O incentivo, vejo mais como uma oportunidade e um grande desafio que tive no início, já que não tinha nenhuma experiência em nenhuma área, apenas tinha trabalhado como office boy. Toda a experiência e o conhecimento adquirido ao longo desse 8 anos e meio, foi graças à oportunidade que tive de entrar aqui na Proativa e sou muito grato pela confiança dada desde o início.
R.: O que te agrada mais na sua área?
W.: O que mais me agrada na minha área, é a grande oportunidade de aprendizado e evolução a cada dia, tanto como pessoa como profissional. Porque atuando no financeiro com pessoas mais experientes, com as particularidades de cada cliente, isso nos ajuda a ter uma grande e ampla visão de tudo à nossa volta.
R.: Quais são seus planos profissionais para o futuro?
W.: Apesar de não estar formado ainda, meus planos para o futuro é poder me formar na área Financeira/Contábil, e poder seguir trabalhando na Proativa onde tenho como a minha segunda casa e me sinto muito bem em trabalhar aqui.

2
R.: O que você pensou no momento em que você foi anunciado Colaborador Destaque do Segundo Semestre de 2016?
W.: Na hora em que fui anunciado, fui pego totalmente de surpresa! Realmente não esperava ganhar como o colaborador destaque. Mas, também tive a certeza que sempre temos que fazer a coisa certa e sempre trabalhar com dedicação e empenho que a sua hora chega, e chega quando você menos espera (risos).
R.: Ganhar esse prêmio te deixou mais seguro e confiante?
W.: Ter ganhado o prêmio não necessariamente me deixou mais seguro ou confiante. Ter ganhado o prêmio me deixou feliz pelo reconhecimento dos meus colegas de trabalho e também pela diretoria e coordenação. E volto a dizer que isso só me fez ter a certeza que estou no caminho certo, e que tenho que continuar trilhando esse caminho sempre com muito respeito, humildade, dedicação, honestidade e muita responsabilidade. E que no final você sempre vai colher o que você plantar.
R.: Colaborador de destaque é aquele que…
W.: É responsável, dedicado, honesto e versátil. Que se tiver que carregar uma caixa, varrer um chão, trabalhar no sábado, domingo, feriado, ficar depois do horário ou qualquer outra atividade que não esteja relacionada a sua área, vai lá e faz. Porque o objetivo final é o mesmo pois todos – empresa e colaboradores – estamos no mesmo objetivo, e sem dúvidas juntos somos mais fortes.

3

Reinaldo Araujo


Veja também nossas entrevistas anteriores:

A Ansiedade no Desemprego

id
Standard

Quem, após um dia de trabalho intenso ou no final de um grande projeto, não suspirou cansado e desejou longas férias distantes de qualquer coisa relacionada ao seu trabalho? Desvencilhar-se de toda essa rotina é mágico e, por um tempo determinado conhecido também como “férias”, é necessário para saúde física e mental. Quando a falta de rotina torna-se rotineira, ela pode ser tão prejudicial quanto o trabalho em excesso.
Na situação de desemprego, imediatamente, a preocupação em relação ao recebimento dos salários é o primeiro sentimento que aparece. E não demora muito para a tão agitada rotina e a falta de tempo, que antes poderiam ser motivo de queixa, começarem a fazer falta. Tudo isso como plano de fundo da incansável busca por um novo emprego. Este é o ambiente propício para o surgimento da ansiedade, um estado psíquico de apreensão ou medo provocado por uma situação desagradável.
E assim, em meio a uma rotina que aparentemente demanda menor comprometimento com os horários e tarefas, a pressão do arrocho financeiro, a falta de oportunidades de trabalho e retornos negativos das entrevistas, acumulam no indivíduo um sentimento de urgência e de sofrimento por antecipação, também como a tristeza e o desânimo crescentes. Este misto de preocupação e esmorecimento podem, sim, influenciar de forma prejudicial a performance nas entrevistas de emprego e no cronograma de prospecção de um novo trabalho.
A busca ativa por um novo emprego demanda foco e atenção. A prontidão é conveniente no primeiro contato feito pela área de RH e no agendamento da entrevista. E, por fim, a tranquilidade e a confiança, são indispensáveis para um bom resultado na entrevista. Tais atribuições podem ser ofuscadas caso a ansiedade do candidato não esteja sob controle.
Deixar de definir horários para buscar vagas de trabalho, sob o pretexto de ter o dia inteiro para fazê-lo, descaracteriza o sentido de comprometimento com o objetivo. Considerar a busca de vagas como um trabalho, separando horários para pesquisa e descanso é essencial para a obtenção de bons resultados.
Igualmente, o comportamento flexível e engajado do candidato pode ser prejudicado caso este dificulte o agendamento da entrevista em detrimento de outros compromissos. Neste ponto é preciso avaliar as prioridades de sua agenda, programando suas atividades de forma versátil.
Durante a entrevista, detalhes como inquietude e longas respostas podem prejudicar a avaliação do candidato por parte do analista. Mesmo que seja um momento onde a tensão é inevitável, afinal há muito em jogo, é preciso ter calma, além de ser sucinto nas respostas e na apresentação.
Também é necessário desligar-se dessa rotina, definindo dias de descanso e momentos para si mesmo durante o dia. Exercícios físicos, mesmo uma simples caminhada, liberam substâncias que provocam a sensação de bem-estar, que é essencial para manter a tranquilidade e a atenção.
Durante períodos críticos e austeros como o do desemprego, a ansiedade tende a atrapalhar muito mais do que ajudar. É impossível não vivenciar esse misto de sentimentos apreensivos durante essa situação. Por este motivo, também é necessário permitir-se sentir tudo isso. Mas, em contrapartida, é imprescindível tomar atitudes diárias que atraiam o bem-estar e a segurança. Viver bons momentos, salienta as qualidades da personalidade, que são primordiais num processo seletivo.

Reinaldo Araujo


Você vai gostar de ler também:

Concurso Público

id
Standard

Concurso público é uma ótima forma de ingressar no mercado de trabalho com salários atrativos e condições privilegiadas.
O emprego conquistado pelo concurso público é a ambição de muitas pessoas, pelo fato do salário oferecido na maioria dos cargos ser bastante superior ao mercado privado e, além disso, boa parte das vagas podem ser ocupadas a partir do ensino médio completo.
A oportunidade atrai cada vez mais jovens: 60% dos concurseiros nos últimos anos tinham entre 18 e 40 anos, segundo dados da Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac).
www.anpac.org.br

Pontos positivos:
O concurso público não discrimina gênero, idade, classe social, opção religiosa nem outras características pessoais.

Estabilidade
Essa é uma das maiores vantagens de um concurso público. O funcionário público aprovado tem garantia de estabilidade no cargo, ou seja, não pode ser demitido a qualquer momento e sem motivos.
Segundo o Artigo 41 da Constituição Federal, após três anos de exercício, das atividades do cargo o chamado estágio probatório, o funcionário adquire a estabilidade e a demissão ocorre apenas em casos extremos de falhas.

Remuneração
A média salarial dos cargos públicos é bem superior ao funcionalismo privado, principalmente em cargos que não exigem formação superior. Além disso, os horários de trabalho são estabelecidos em menor carga horária e, dificilmente há necessidade de cumprir horas extras.

Experiência
Em concursos públicos, na maioria das vezes, não é cobrada do candidato experiência prévia no cargo. Ou seja, a avaliação é baseada apenas no resultado obtido na prova de conhecimentos.
Assim, deixa de existir a eterna dificuldade enfrentada pelos jovens, quando desejam ingressar no mercado de trabalho.
Por outro lado, também pessoas com idade superior a 40 anos, que poderiam ter dificuldade de inserção no mercado de trabalho, têm espaço para conquistar um bom emprego, desde que possam se capacitar adequadamente para o concurso.

Benefícios
Outra vantagem é que além de um bom salário, os valores dos benefícios oferecidos possuem média de valores superiores à média de mercado, principalmente no vale refeição e alimentação.

Pontos Negativos:
Tempo de Preparação
Ingressar em um cargo pelo concurso público não é uma tarefa muito fácil. É preciso muita dedicação, anos de estudos, paciência e boa vontade. Por ser aberto a praticamente todas as pessoas, sem restrições, é comum que os concursos sejam muito concorridos e a dificuldade é grande.
Por isso, o tempo utilizado para a preparação adequada é grande e nem sempre é possível conciliar com uma faculdade, por exemplo. É preciso dedicação total aos estudos e essa é uma tarefa muito difícil. No último ano, mais de 12 milhões de pessoas participaram de concursos pelo Brasil.

Estagnação
Outra desvantagem é a questão da estagnação na carreira. Dependendo do cargo ingressado é difícil conseguir movimentações verticais na carreira .

Os concursos públicos são divididos em carreiras, são elas:

• Carreiras Policiais
1. Policia Federal
2. Policia Rodoviária Federal
3. Departamento Penitenciário
4. Policia Civil
5. Policia Militar
6. Corpo de Bombeiros

• Carreiras Tribunais
1. Supremo Tribunal Federal
2. Tribunal de Justiça
3. Tribunal Regional Eleitoral
4. Tribunal Regional do Trabalho
5. Tribunal de Contas dos Estados

• Carreiras Administrativas
1. INSS
2. Bancos (Caixa, Banco do Brasil, Banrisul, BACEN…)
3. Correios
4. Polícia Federal – Áreas Administrativas
5. IBGE
6. Ministério Público
7. Ministério da Fazenda
8. CNEN
9. DNIT
10. ABIN
11. Ministério do Trabalho e Emprego
12. ANAC
13. Defensoria Pública da União
14. Detran
15. Prefeituras

• Carreiras Fiscais
1. Secretária da Fazenda
2. Secretária do Tesouro Nacional
3. Receita Federal do Brasil
4. Agente Fiscal de Rendas

• Carreiras Militares
1. EsSa
2. EsPCEx
3. EEAR
4. EPCAR
5. Academia Militar das Agulhas Negras

Flávia Avancini


Você vai gostar de ler também: