Profissão: Papai Noel

Standard

Quando novembro chega, eles se transformam numa das figuras mais conhecidas da mitologia cristã no Ocidente, o papai Noel. O amado bom velhinho.

A função que paga muito bem. Em média, os ganhos de um papai Noel, contratado por um shopping center, variam de R$ 8 mil até R$ 17 mil, no período que vai de meados de novembro até o dia 24 de dezembro, em alguns casos sendo estendido à primeira semana de janeiro.

O cachê para eventos, festas e afins varia de R$ 200 a R$ 1.000 (que podem ser pagos pela diária ou por duas horas de trabalho, a depender do contrato). Isso sem contar com outras ações publicitárias, como fotos para campanhas em revistas, jornais e comerciais para a televisão.

Existem inclusive oficinas de formação de Noéis – que capacitam incluindo as mulheres para serem mamãe Noel e Noeletes (assistentes)- na prática, são elas as responsáveis pela organização das filas que ser formam para as visitas e fotos.

Mas é importante destacar, nem todos têm perfil para essa atividade. É preciso, sobretudo, ter paciência, empatia, dedicação para lidar com tantas pessoas e tantas expectativas.

Quem desempenha essas funções trabalha de quatro a oito horas por dia, os sete dias da semana, no período natalino. Sem contar com todos os eventos e festas possíveis de serem feitos, que aumentam os rendimentos, mas também geram mais cansaço e desgaste físico.

Como explicar todo esse fascínio das pessoas pelo papai Noel e dos papais Noéis por essa atividade?

Quando as pessoas se aproximam, cruzam essa linha, entram num mundo mágico, de alegria. Aquele sonho passa a ser verdade para ela e para quem vive esse personagem tão representativo.

Imediatamente, vê-se um brilho diferente no olhar das pessoas. Surge um sorriso espontâneo e um jeito mais leve de caminhar. Quando as pessoas estão ao lado do papai Noel brota um sorriso, euforia e encantamento.

A fantasia invade ecoando a mensagem que o NATAL chegou em nossos corações.

 

Flávia Avancini