Tatuagem no Trabalho: Preconceito Superado?

Staff in Woodlands office, Bedford, February 2010.
Standard

Marcar o corpo com sinais, figuras ou palavras é uma prática que tem se tornado cada vez mais comum entre as pessoas. O quê, no passado era utilizado por comunidades marginalizadas desde tribos pagãs difamadas pelas religiões dominantes até os criminosos, que ainda hoje costumam marcar seus corpos segundo seus crimes mais notáveis. Atualmente, a tatuagem tem se transformado numa forma do indivíduo expressar momentos marcantes em sua vida, suas paixões e seu estilo. Entretanto o mercado de trabalho ainda tem suas exigências, muitas delas rígidas e conservadoras, e a aparência é um dos principais quesitos. Afinal, a primeira impressão é a que fica.
Se você pretende trabalhar em atividades mais tradicionais como advocacia, auditoria e consultoria, a tatuagem em partes do corpo mais difíceis de ocultar pode se tornar um empecilho, tanto para se conseguir um emprego quanto para mantê-lo ou até para se conseguir uma promoção. Afinal, a cultura da maioria das empresas deste meio tem raízes conservadoras. E em qualquer ramo podem existir gestores e colaboradores influenciados pelo preconceito. O mercado ainda irá levar muito tempo para aprender que a aparência não influencia no talento. E isso só irá acontecer quando o pensamento da sociedade evoluir.
As áreas criativas como Publicidade, Internet ou TV, a tatuagem é bem mais comum e aceita de forma natural. Por isso é importante saber alinhar as suas escolhas profissionais com a sua vida pessoal, muitas vezes repensando o seu relacionamento com a empresa ou uma mudança na sua carreira. Isso irá colaborar de forma direta para o seu bem estar. Um lugar que permita que o profissional possa expressar a sua personalidade (seja ela mais contida ou arrojada), terá mais resultados positivos em relação a produtividade e ao clima organizacional.
Se você pretende fazer uma tatuagem e está pensando nas consequências que ela poderá imprimir na sua carreira, não pense na sua vida profissional e pessoal de forma separada. Os olhares tortos ou os elogios poderão (e irão) acontecer em ambos os lugares. É importante pensar bem na parte do corpo que você irá marcar e no significado daquele desenho para você. E não se ofenda, caso seu chefe peça para você cobrir a tatuagem durante uma reunião com o cliente, por exemplo. Ás vezes é necessário.
Durante entrevistas de trabalho, prefira ocultar. Mostre primeiro suas qualidades, seu talento e suas experiências. Cada detalhe pode ser eliminatório em uma seleção e, dependendo da vaga, um estilo mais audacioso pode pesar num momento de decisão.
Tatuar o corpo é um momento muito especial. Significa congelar em uma figura ou em uma frase algo de importância tão grande, que você escolheu marcá-la em si mesmo. Logo, isso se tornará parte de você, uma informação visual sobre a sua personalidade, sobre a sua vida. Portanto, faça com que este prazer se estenda para a sua vida profissional, fazendo as escolhas certas.

Reinaldo Araújo