Voluntariado Estratégico: Necessidade social e desenvolvimento profissional

broadbeanmedia
Standard

Um mundo em constante transformação, mais globalizado e informado, torna o mercado cada vez mais exigente de outros valores.
Atualmente, fatores como saúde, segurança, cultura, apoio a causas sociais, proteção à degradação do meio ambiente, bem-estar dos empregados, responsabilidade legal trabalhista, econômica e financeira, estão cada vez mais em destaque e ascensão.
Nesse contexto, o voluntariado assume uma dimensão além da esfera pessoal e individual pelas oportunidades de desenvolvimento profissional através das distintas vivências que exploram competências comportamentais como liderança, trabalho em equipe, flexibilidade, resiliência e comprometimento.
Atualmente, corporações empreendedoras buscam desenvolver programas de voluntariado com o propósito de sensibilização, engajamento e capacitação de seus colaboradores e principalmente suas lideranças para a tomada de decisões do contexto globalizado com uma visão mais ampla dos impactos do seu entorno.
A atividade voluntária visa facilitar um modelo de gestão integrada, capaz de desenvolver, ao mesmo tempo, as comunidades e os negócios, combinando o bem-estar das partes envolvidas e eficiência de recursos.
A rigor, o que se prega é que um voluntariado estratégico bem conduzido pode fazer a diferença para pessoas e gerar retorno às empresas.
A habilidade de trabalhar em um contexto global e desenvolver soluções criativas e adaptáveis a distintas situações se tornará indispensável aos profissionais de todas as áreas.
O intercâmbio de experiências com as comunidades, por sua vez, será cada vez mais um laboratório inspirador pela aprendizagem vivenciada na prática.
A capacitação da liderança corporativa com pontos de vista diferentes para a resolução de desafios corporativos e habilidade de compreender e colaborar em diversas culturas constitui um aspecto fundamental para o desenvolvimento pessoal, profissional e empresarial.
Destaca-se algumas possibilidades:

  •  Auxiliar na busca de soluções em diferentes contextos;
  •  Estimular a capacidade de trabalhar com diversas opiniões;
  •  Fornece experiência de gestão em ambientes não convencionais;
  •  Desenvolver a interação do profissional com outras áreas da empresa;
  •  Proporciona um entendimento amplo sobre as comunidades influentes;
  •  Desenvolver a inovação;
  •  Desenvolve a habilidade de atuar com diferentes pessoas e culturas;
  •  Gerar maior sensibilidade diante de problemas globais.

Cidadania plena se consegue mais facilmente quando se tem compromisso com o voluntariado, afinal ser consciente não é só falar dos problemas, consiste em envolver, conhecer e lutar para resolvê-los.

Flávia Avancini