O Atleta Profissional

Standard

Hoje, no Rio de Janeiro, acontece a cerimônia de abertura dos jogos da XXXI Olimpíada. Alguns jogos já começaram há dois dias. O evento recebe um número estimado de 12.500 atletas que competirão até o dia 21 de agosto e, aqueles que participarão dos Jogos Paralímpicos, entre os dias 7 e 18 de setembro.
Em seu início, a competição aceitava apenas atletas amadores. Barão de Coubertin, o responsável por trazer de volta o antigo costume grego Olimpíadas, afirmava que o espírito do evento devia ser movido pelo ato de participar e não pela premiação e pelo dinheiro. O idealizador das olimpíadas da era moderna difundiu a expressão usada até hoje: “O importante não é vencer, mas competir.”
Hoje os Jogos Olímpicos recebem normalmente os atletas que dedicam todo o seu tempo para o esporte e tiram seu sustento disso. Grande maioria dos esportistas recebem patrocínio privado ou incentivos do governo, podendo ter um contrato de vínculo trabalhista com algum clube, tal como um contrato de trabalho comum, salvo algumas particularidades relacionadas ao setor desportivo.
Tal como no nosso mundo do trabalho não esportivo, quanto melhor a performance do profissional, maior o destaque, o sucesso e a recompensa. Assim como existem aqueles funcionários que tentam galgar mais degraus de forma incorreta, usando de métodos desonestos; No esporte existe o doping, onde os atletas usam de substâncias que melhoram sua performance consideradas ilegais pelo Comitê Olímpico. Muitos destes são pegos no exame antidoping e são banidos da competição. Como aconteceu com quase toda a equipe de atletismo da Rússia.
Os atletas olímpicos, além de profissionais, são considerados heróis, exemplos de superação, sinônimos da conquista de objetivos e representantes do nosso país. Gustavo Borges, Daiane dos Santos, Neymar, Maurren Maggi, César Cielo, Marta, Bernardinho, Maria Lenk, Robert Scheidt, Torben Grael, Daniele Hypólito, Arthur Zanetti… são nomes que levam a imagem e a identidade do nosso país para o resto do mundo, juntamente com tantos outros nomes de profissionais espetaculares, são pessoas que inspiram, nos fazem vibrar e torcer. Que com sua garra deixam a nossa marca brasileira em cada competição que participaram. Vamos prestigiá-los com o nosso sentimento, com a nossa torcida e a nossa energia, mesmo longe das arquibancadas, essa é a força que os motiva a vencer.

Reinaldo Araujo


Você vai gostar de ler também: