Voluntários: Os Profissionais que Vão Além

Standard

Falar de voluntários é antes de mais nada, referir-se à seres especiais e benevolentes. Pessoas com foco no outro, preocupadas em contribuir de alguma forma para a humanidade. Ser voluntário é doar seu tempo, trabalho e talento para causas de interesse social e comunitária e com isso melhorar a qualidade de vida da comunidade. Trata-se de atividade não remunerada prestada por pessoa física.
Existem diversas formas de voluntariado e escolher aquela que mais se identifica com suas habilidades e objetivos, certamente lhe trará maior prazer e gratificação:
• Se você for um profissional liberal (médico, dentista, advogado, psicólogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, etc.) poderá pensar em atender pessoas carentes que precisem desse tipo de serviço. Você pode também oferecer serviços de cabeleireiro, manicure ou mesmo alfabetizar adultos, dar aulas sobre higiene pessoal, artesanato, instrumento musical, esporte, entre outras opções. Ser criativo é importante!
• Uma outra forma é participar de campanhas, como doação de sangue, vacinação, prevenção à dengue, distribuição de livros, brinquedos, roupas e alimentos, além de ajuda às vítimas de catástrofes ambientais. Para isso, você pode se juntar aos grupos comunitários e associações específicas.
• Você pode ainda ser voluntário em hospitais, creches, escolas, ONG’s e organizações sociais. Existem inúmeras opções em instituições que atuam em diferentes causas e oferecem oportunidades. Nesses casos, esteja disposto a aceitar as regras e condições dessas instituições. Ao comprometer-se, contarão com o seu trabalho e você deve ser responsável para cumprir o acordado.
É importante ressaltar que todo tipo de voluntariado vale a pena. Todos são dignos e trazem consequências boas para quem oferece seu tempo e para quem recebe. Percebemos que cada vez mais profissionais atuantes no mercado de trabalho buscam alguma forma de voluntariado no seu tempo livre. Essa atitude os diferencia e os caracteriza como pessoas que vão além de suas obrigações e do seu mundo próprio. Seja um deles!

Luciana Martino


Você vai gostar de ler também: