PROFISSÃO: ATLETA

blog
Standard

Se perguntarmos a qualquer pessoa: Quem é atleta profissional? Teremos respostas semelhantes, ou seja, atleta profissional é aquele que faz do esporte a sua profissão. Mas, se perguntarmos sob a visão legal, a resposta será diferente.

A Lei Pelé, Lei 9.615/98, atleta profissional é aquele que celebra um contrato de trabalho remunerado entre o atleta e a entidade desportiva.
O curioso é que a lei Pelé dita obrigatoriedade somente aos jogadores de futebol de campo, ou seja, exige que tenham vinculo empregatício e registro na Federação de Futebol, para que o atleta tenha condição de jogo e possa atuar profissionalmente em competições oficiais.
Importante destacar que na realidade, para ser atleta profissional não é necessário um contrato de trabalho com alguma entidade desportiva, pois em sua maioria os atletas que se dedicam exclusivamente a pratica esportiva e tiram dela o seu sustento, não são contratados formalmente.

A rotina de um atleta é regida por disciplina, determinação, foco e autoconfiança, características pessoais fundamentais para profissionais de qualquer área que desejam alta performance.

Sequencias de treinos cada vez mais intensos, exigem um cuidado especial com a saúde e condicionamento físico; não sentir dor é uma missão quase que impossível. Várias vezes competem com muitas dores, seja qual for a modalidade esportiva.
Assim como nas empresas, o atleta é extremamente cobrado por seus resultados, o risco de perder a posição na grade esportiva é muito alto.
Além do árduo treinamento, o dia-a-dia dos atletas é feito de constantes mudanças.
O atleta tem que ser flexível e adaptar-se com facilidade às mudanças de país e de cultura; muitas vezes num cenário de solidão.

Psicólogos e outros profissionais da área que trabalham no desenvolvimento profissional dos atletas destacam as principais competências comportamentais:

  • CompetitividadeParece óbvio, porem existem atletas que apresentam mais motivação e empenho para vencer que outros.
  • ResiliênciaO atleta vive constantemente sob cobrança de si mesmo e dos demais que estão em seu entorno, por vezes vitorioso, considerado um campeão e, momentos seguintes um derrotado.
  • Relacionamento e fair play – Relacionamento colaborativo com os colegas de esporte; respeito aos superiores (treinador, arbitro), especialmente ético e cumpridor de regras.

A carreira de um atleta inicia muito cedo (em média 14 anos) e termina no auge da melhor idade de qualquer outro profissional (em média 35 anos).

A aposentadoria precoce destes profissionais costuma ter um panorama bastante realista e pragmático. Em geral, é preciso buscar outras alternativas profissionais e de renda que terão no futuro envolvendo possivelmente com ganhos menores e uma nova estrutura financeira para transição tão precoce.

 

P. Gratz