Dia do Deficiente Físico

dia-do-deficiente-blog
Standard

O dia 11 de outubro foi instituído pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, como o Dia Nacional do Deficiente Físico. Essa data foi instituída para promover a conscientização da sociedade e dos nossos dirigentes sobre as ações que devem ser realizadas para garantir a qualidade de vida e a promoção dos direitos dos deficientes físicos.

Entende-se como pessoa com deficiência física aquela que possui alguma perda ou anormalidade em sua formação de natureza fisiológica ou anatômica, que atrapalhe o desenvolvimento de algumas atividades que sejam consideradas padrão para o ser humano.

Segundo dados preliminares do Censo de 2010, o Brasil possui atualmente mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o que representa 23,92% da população. Deste total, mais de 13 milhões são deficientes físicos. No dia a dia as pessoas portadoras de deficiência precisam de uma atenção especial, uma vez que podem sofrer para cumprir tarefas básicas. Desta forma é necessária uma atenção maior da sociedade para que essas pessoas possam se desenvolver.

Já ocorreram diversos avanços em nível nacional com a criação de leis que beneficiam os deficientes físicos, porém principalmente quando falamos em serviços públicos ainda existem muitas oportunidades de melhoria, como no transporte, saúde, educação, entre outros. Infelizmente, ainda é preciso realizar muitas mudanças para que o deficiente físico se torne independente.  A aceitação e o fim do preconceito são atitudes fundamentais para que haja uma real inclusão social.

Deficiência Física refere-se a alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o comprometimento da função física. São elas:

Paraplegia Perda total das funções motoras dos membros inferiores.
Paraparesia Perda parcial das funções motoras dos membros inferiores.
Monoplegia Perda total das funções motoras de um só membro (inferior ou posterior)
Monoparesia Perda parcial das funções motoras de um só membro (inferior ou posterior)
Tetraplegia Perda total das funções motoras dos membros inferiores e superiores.
Tetraparesia Perda parcial das funções motoras dos membros inferiores e superiores.
Triplegia Perda total das funções motoras em três membros.
Triparesia Perda parcial das funções motoras em três membros.
Hemiplegia Perda total das funções motoras de um hemisfério do corpo (direito ou esquerdo)
Hemiparesia Perda parcial das funções motoras de um hemisfério do corpo (direito ou esquerdo)
Amputação Perda total ou parcial de um determinado membro ou segmento de membro.
Paralisia Cerebral Lesão de uma ou mais áreas do sistema nervoso central, tendo como consequência alterações psicomotoras, podendo ou não causar deficiência mental.
Ostomia Intervenção cirúrgica que cria um ostomia (abertura) na parede abdominal para adaptação de bolsa de coleta.

 

As principais causas que levam à essas deficiências são:

  • Lesão cerebral
  • Lesões medulares
  • Patologias degenerativas do Sistema Nervoso Central
  • Reumatismos
  • Malformações congênitas
  • Miopatias (distrofias e atrofias musculares)
  • Sequelas de politraumatismos

Entre as etiologias das deficiências físicas estão os fatores genéticos, fatores virais ou bacteriano, fatores neonatais e fatores traumáticos.

As pessoas que são acometidas por algum tipo de deficiência física precisam de acompanhamento fisioterápico além de ambientes adaptados para que possam levar uma vida o mais próximo possível do normal. É por isso que são tão importantes as iniciativas que visam a inclusão destas pessoas.

A Inclusão em questão, é a inserção de pessoas com deficiência física na sociedade em geral dando condições de acessibilidade e bem estar, sem preconceitos.

Essa é uma bandeira que nós, da Proativa, levantamos!

 

Luciana Martino